“Quanto a esta espécie de demônio, só se pode expulsar à força de oração e jejum”.

Jejum

A maioria dos meios de comunicação, o mundo, enfim, promove o hedonismo, a filosofia do prazer pelo prazer. Somos estimulados a uma busca desenfreada pela satisfação do que é agradável ao corpo a qualquer custo. E, assim, muitas vezes tornamo- nos, sem nos dar conta, escravos das sensações e das paixões. A vontade fica presa ao hábito, ao qual não sabe se opor. Isto gera um vazio interior, pois apenas Deus é capaz de preencher e satisfazer plenamente nosso coração. O jejum, acompanhado da oração, é uma forma de mostrarmos que não somos como animais, conduzidos apenas pelo instinto. É uma forma de colaborarmos com a formação de nossa vontade para que Jesus Cristo seja o Senhor não somente de nossas almas mas também de nossos corpos, pois as renúncias as sensações, aos estímulos, aos prazeres e ainda ao alimento ou às bebidas nos abre aos valores mais nobres de nossa alma.

A prática do Jejum é ensinada pela maioria das religiões. A Bíblia fala do jejum tanto no Antigo quanto no Novo Testamento. Jesus o realizou por quarenta dias no deserto, antes de começar Sua Vida pública e muito o recomendou, como podemos conferir em Mt. 17, 20 “Quanto a esta espécie de demônio, só se pode expulsar à força de oração e jejum”. Os padres da Igreja o praticaram e ensinaram. Santo Ambrósio, por exemplo, disse: “A tua carne está- te sujeita (…): Não sigas as solicitações ilícitas, mas refreia-as algum tanto, mesmo no que diz respeito ás coisas licitas. De fato, quem não se abstém de nenhuma das coisas lícitas, está também perto das ilícitas” (Sermão sobre a utilidade do jejum, III. V. VIII).

No Brasil, a Igreja prescreve o jejum na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira Santa e orienta que ele deve consistir de café da manhã, almoço e jantar leves, ou seja, em quantidade menor que a habitual e sem nenhum lanche, nem mesmo o café, nos intervalos. Mas, quem desejar, pode fazer um jejum mais rigoroso. O Catecismo da Igreja católica nos ensina no parágrafo 1434: “A penitência interior do cristão pode ter expressões bem variadas. A escritura e os padres insistem principalmente em três formas: o jejum, a oração e a esmola, que exprimem a conversão com relação a si mesmo, a Deus e aos outros”. O catecismo, no parágrafo 1438 diz ainda: “Os tempos e os dias de penitência ao longo do ano litúrgico (o tempo da quaresma, cada sexta-feira em memória da morte do Senhor) são momentos fortes da prática penitencial da Igreja”.

A Bíblia nos adverte que o jejum deve ser acompanhado de mudança de vida, de conversão, de arrependimento dos pecados e volta para Deus. , como podemos conferir em Is 58, 6- 7 que diz: “sabeis qual é o jejum que aprecio? – diz o Senhor Deus: é romper as cadeias injustas, desatar as cordas do jugo, mandar embora livres e oprimidos, e quebrar toda espécie de jugo. É repartir seu alimento com o esfaimado, dar abrigo aos infelizes sem asilo, vestir os maltrapilhos, em lugar de desviar-se do seu semelhante”. Concluímos, então, com um trecho da nota divulgada pelo Escritório das Celebrações Litúrgicas da Santa Sé, em 2001, depois do ataque às torres gêmeas, quando João Paulo II convidou os lideres religiosos de todo o mundo a irem juntos a Assis em 2002: “A prática do jejum facilita a abertura das pessoas a outro alimento: a Palavra de Deus e o cumprimento da vontade do Pai; Está estreitamente relacionada à oração, fortalece as virtudes, suscita a misericórdia, implora o socorro divino, conduz a conversão do coração”.

 Josefa Martins da Rocha, Consagrada da Com. Shalom, (Revista Toca de Assis- março de 2014)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s