Solidao
As vezes as pessoas se jogam em relacionamentos pelo simples medo de ficarem sozinhas. Eu não as julgo e nem condeno a ninguém. Porém, me causa surpresa ao perceber  o quanto tem mais gente machucada por relacionamentos mal sucedidos do que  as que sofrem um pouco por estarem sozinhas.  As vezes faz um bem enorme para a vida e para purificar os sentidos, podermos ficar sozinhos e plenifcarmos nossa solidão. Não estou falando da solidão do abandono, da fuga ou da depressão. Existe uma solidão que acompanha todo ser humano, seja ele casado ou solteiro. A solidão que o permite encontrar se consigo mesmo e com as realidades mais profundas da existência. Não se trata de uma solidão qualquer, é uma solidão fecunda e muita profunda. Ela é própria das pessoas bem resolvidas, reflexivas e que não querem viver a vida de qualquer forma. Esta solidão cura, transforma e permite ao ser humano encontrar sua origem e a razão de sua vida. Esta solidão precisa ser… bem direcionada e bem vivida. Não é a solidão dos decepcionados ou magoados. Porém, bem abraçada ela é fonte de cura para nossas decepções e magoas. Num mundo envolto por agitação, muito barulho e com tantas coisas para ocupar nosso tempo, nós nos enchemos de tantas coisas e continuamos vazios. Os relacionamentos não são melhores e mais bem sucedidos, por não sabermos viver nossa intimidade nesta solidão do encontro consigo mesmo. Com isto a beleza do nosso ser fica ofuscada com as marcas das futilidades e estragos da vida. De  modo que não apresentamos uns para os outros não o melhor de nós, mas o nosso ser ferido, agressivo,  escondido sobre a fantasia da carencia. A solidão fecunda ela nunca é sozinha, ela é sempre acompanhada e iluminada. E preciso ter coragem para viver esta viagem ao nosso ser profundo. Vamos perceber que o nosso interior, se parece com o  fundo do mar. Tem muitas coisas velhsa, jogadas e esquecidas, mas as belezas mais profundas estão escondidas ali tambem. São belezas que nem você mesmo conhece. É  que te ensinaram a  tanto  a cuidar do exterior e da casca, que o seu interior, que esconde sua beleza mais autentica  fica a deriva. É uma pena quando alguém se apaixona só pela casca de alguém, porque com todos os reparos e plásticas que se fazem, a casca envelhece e enruga de todo jeito. Procure o seu interior esquecido e deixado de lado. A solidão fecunda, assusta e machuca num primeiro instante, depois ela se torna uma companheira e amiga tão necessária que sentimos demais a sua falta.
Padre Roger Araújo Canção Nova

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s