Image

Quero pedir-lhes licença para abrir minha alma e falar algumas coisas que o coração deseja, e que se não for assim, escrevendo, talvez não saia tão bem quanto eu gostaria. Falo de mim, das minhas experiências dos meus erros e acertos, assim como um desabafo talvez, mas também como quem deseja que esse texto possa ser a fala, o sentimento de, talvez você que o lê ou alguém que você conhece.

 Assim como você eu sou uma pessoa que já errou muito na vida, e ainda erra, todo dia, toda hora. Talvez eu tenha errado mais que você, talvez tenha errado menos, não sei, mas o fato é que errei e erro e errando machuco as pessoas e me machuco. Mas errando também aprendi e desaprendi muitas coisas. Primeiro aprendi com a vida que quem erra não tem direito a uma segunda chance, não tem direito a perdão, isso me parecia razoável quando eram os outros que erravam comigo, mas quando eu errava me parecia injusto e nesse processo todo, em uma fase que nem eu mesmo me perdoava mais por meus erros, em um momento da minha vida que eu já não acreditava mais em mim eu conheci um cara, fico meio sem graça de me referir a ele assim pelo tamanho da importância que ele tem na minha vida, mas como a gente é muito intimo, tenho certeza que ele não se importa, esse cara mudou a minha vida, algumas coisas mudou radicalmente, pois assim era preciso, outras ele foi mudando ao longo da caminhada ao seu lado, e como é bom caminhar com ele, o caminho ao seu lado nem sempre é feito de flores, mas vale a pena, vale muito a pena. Sabe o que mais me chama atenção nele? É o quanto ele me ama, me ama demais e está sempre pronto a perdoar e a perdoar sem limites, sem impor condições, sem nem um te perdoo se…, não esse cara só perdoa e me aceita de volta do jeito que eu sou, ás vezes ele tem certeza que eu vou cometer o mesmo erro de novo e de novo, mas ele não se importa com isso, mesmo assim ele perdoa. 

 Sabe outra coisa que me chama atenção nesse cara, ele foi a pessoa com quem eu mais errei na vida, a pessoa a quem eu mais ofendi e magoei,  sim eu sei que é estranho isso, pois disse que ele me ama demais e é verdade, disse que caminhar com ele é tudo de bom, mas como disse antes, sou uma pessoa que comete muitos erros, sou imperfeita, estou em construção todo dia e por isso nem sempre acerto, mas ele me perdoa sempre. E com esse cara eu estou aprendendo que quem erra não tem direito a uma segunda chance não, tem direito a uma terceira, uma quarta, uma quinta e como ele disse um dia é preciso perdoar setenta vezes sete, que segundo ele, quer dizer sempre. É preciso perdoar quantas vezes forem necessárias, para que assim as pessoas se sintam amadas, como eu me sinto amada por esse meu amigo e assim possam se perdoar também e possam recomeçar.

Ás vezes deixo meu orgulho fala mais alto e esqueço, ao longo da minha caminhada, que é preciso perdoar sempre, mas ai eu me lembro desse meu amigo, de todas as vezes que ele já me perdoou e peço para ele me ajudar a ter um coração generoso que ensine a perdoar, e sabe de uma coisa ele sempre ajuda, eu aprendo tanto com ele. Eu nem sempre me comporto com as pessoas, dessa forma generosa que meu amigo me ensinou, e muitas vezes nem elas se comportam generosamente comigo, algumas delas também são amigas desse meu amigo, mas assim como eu talvez elas precisem de mais tempo com ele para aprender tudo o que ele tem a ensinar e quem sabe um dia não possamos, assim como esse nosso amigo nos amar de forma pura, nos perdoando sem impor condições, sem guardar nem um resquício de mágoa. Eu sonho com isso, esse meu amigo, gostei mais de chama-lo assim, também me ensinou a sonhar e acreditar nas coisas mesmo que pareçam impossíveis e me disse também que devemos acreditar nas pessoas assim como ele acredita, pois todos, temos o direito de recomeçar.

Talvez, chegando ao final desse texto você o ache simples demais, mas esse meu amigo também me ensinou que na simplicidade da vida é que estão as grandes coisas. Aliás esse meu amigo sempre foi muito simples, nasceu em uma família pobre, em um lugar humilde e de forma simples e humilde viveu, e com um gesto mais humilde ainda demonstrou o amor dele por mim. Haa ele me pediu para te dizer que te ama muito e quer ser seu amigo também. Se você quiser conhece-lo é só dar uma olhadinha na sua foto, só não estranhe, meu amigo é muito radical mesmo, mas foi assim de forma radical e humilde que ele me ensinou que todos nós temos direito a uma segunda chance:

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=516215058415506&set=a.277550295615318.60767.206743549362660&type=1&theater

Alzira A. Silvério

2 responses »

  1. Diana diz:

    Lindooooooooooo mesmooo *.* :D….
    DEUS a abençoe!

  2. Isabela Pessoa diz:

    Isso ai😉
    Lindo texto Alzy…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s