Jerusalém, com efeito, ameaça ruína, e Judá se desmorona, porque suas palavras e suas ações se opõem ao Senhor, e desafiam os olhares de sua majestade. Sua parcialidade testemunha contra eles; ostentam seus pecados (como Sodoma) em vez de escondê-los. Ai deles porque causam danos contra si mesmos. (Isaías 3, 8-9)

Irmãos, essa palavra deve nos levar a uma reflexão profunda de como estamos vivendo nossa vida. Será que nossas atitudes, ações e palavras condizem com o plano de amor que Deus tem preparado para nós? Ou estamos sendo imparciais com sua palavra e nos deixando levar pelas coisas que o mundo oferece? Onde está o teu tesouro aí está o teu coração. E onde está o nosso coração? Voltado para Deus ou para as coisas que o mundo nos oferece?

Jesus preza pela família. Seu primeiro milagre foi abençoar com sua presença os noivos, na transformação da água em vinho. O catecismo nos diz que: “Pelo fato de ele ter nascido e crescido numa família, a transformou num lugar e num modelo de comunhão eficaz” e o catecismo se baseia na Bíblia que é a palavra de Deus. (Youcat número 86)”A sociedade nunca pode ser mais importante que o individuo humano. O ser humano nunca deve ser um meio para um fim social. (Youcat número 322).

O matrimonio não é opcional na igreja, mas sim necessário para a salvação. A Bíblia começa e termina falando do matrimonio. Na primeira página Bíblia Gn 1, 26 e em AP 22, 17. O matrimonio é uma instituição de Deus. Ir contra o matrimonio é ir contra Deus; e é isso que o Diabo quer.

Infelizmente não é isso que vemos através dos meios de comunicação. É triste ver como as novelas mostram explicitamente a desvalorização a cada dia mais da imagem de Deus “o Ser Humano” e o seu sonho maravilhoso de família. Apresentam-nos uma deplorável destruição das famílias. Ninguém é de ninguém, ninguém tem compromisso com ninguém, tudo pode, tudo é liberado. Sexo antes do casamento é normal. Lograr os outros, roubar, matar, trapacear, tudo é permitido.

O amor está sendo tirado dos corações dos homens e com isso perde-se a noção do que é certo ou errado. Aliás, o certo é eu ser feliz, o outro não importa. Falta o vinho novo nas famílias, e esse vinho novo chama-se amor. Elas precisam de amor para ser bem estruturadas e a sociedade precisa delas para se estruturar também. Viver em família não é fácil, mas fácil não é sinônimo de bom. Talvez seja o contrário. É preciso ser exemplos nas nossas famílias. Se formos viciados em novelas, filmes pornográficos ou temos o hábito de acessar sites que não tem mensagem divina, infelizmente não teremos a família que sonhamos. Alias aquela que Deus tem sonhado para nós.

O mundo oferece meios fáceis de alcançar a felicidade. As pessoas correm atrás dos seus prazeres sem me importar como conseguem as coisas. Consultas ao horóscopo, leitura da sorte; consultas a benzedeiras, mães de santo, orixás e tantas outras coisas que televisão apresenta como normais, para buscar a tal felicidade parecem coisas normais nos nossos dias. Mas que felicidade é essa? Trar-nos-á a vida eterna? Coincidi com o plano de amor que Deus tem reservado para mim. O Youcat  no número 281 nos diz que Deus colocou no nosso coração uma ânsia tão infinita de felicidade, que só ele consegue satisfazer. As realizações terrenas apenas nos dão um antegozo da felicidade eterna. Superando-as, temos de nos virar para Deus. Jesus disse concretamente, sobretudo nas Bem-Aventuranças (MT 5, 3-12) que a Benção infinita se baseia em seguirmos seu estilo de vida e procurarmos a paz com o coração puro.

Vemos ainda lastimável profanação da igreja, o uso inadequado de imagens, a busca à Deus de forma a satisfazer meus caprichos. Prega-se uma religião light, sem compromissos com o próximo. Deus é reduzido a uma prazerosa energia que traz alívio, sem exigências de compromisso de justiça e amor.Na verdade, tudo pode mesmo, porém a palavra em 1 Coríntios 6, 12 nos diz que: “Tudo nos é permitido, mas nem tudo nos convém”.  É preciso mais do que nunca refletir: “A quem quero servir?” A palavra é clara em Mateus 6, 24. “Não podeis servir a dois senhores”. Cabe a cada um de nós respondermos. A quem quero servir. Não dá para continuar observando e até absorvendo o que o mundo nos apresenta. É preciso tomar uma decisão.

Nas bodas de Cana Jesus poderia ter tirado o vinho do nada, mas ele quis a participação humana, por isso pede para encher as talhas de água. Hoje a decisão é nossa; nós precisamos dar o primeiro passo e renunciar a tudo o que nos afasta de Deus. Por isso nós é que precisamos discernir: convém ouvir músicas que me levam a depressão? Ou aquelas com promessas absurdas? Ou ainda aquelas que destroem totalmente com a imagem do ser humano? Convém assistir novelas que pregam um amor fácil? Não seria mais adequado me recolher no meu quarto e dobrar o joelho e orar para que Deus me dê um homem/mulher de Deus? Ou ainda dialogar com minha família, rezar o terço, ou assistir uma palestra ou um canal com mensagens sadias? Nós somos imagens e semelhança de Deus. Criados para a felicidade eterna, por isso é necessário uma decisão radical de querer dizer não ao que o mundo oferece. Josué ainda jovem  já estava na condução do povo de Deus e quando chamado por Deus fez a melhor escolha. Atravessou o Rio Jordão e ao chegar do lado de lá viu que a Terra estava toda habitada, tinha donos, tinha reis. Deus mostrou-lhe que vida de escravidão produz vícios, pecados, erros, dependência.

Diante disso é preciso perguntar: A quem eu quero servir? Qual é a minha escolha, qual minha opção? O Senhor está dizendo que tudo precisa mudar, porque você é um escolhido, um eleito. Talvez você fizesse em total desconhecimento o caminho errado, mas, hoje, você deve fazer a conversão: “Meia-volta, volver!” Esse é o meu rumo e é por ele que eu preciso ir até o fim. Eu e minha casa, minha família e meus colegas serviremos ao Senhor. Eu nem olho para trás. Não servirei ao ‘deus-sexo’, ao ‘deus-corrupção’, porque Jesus Cristo é o meu Deus e meu único Senhor. Só a Ele seguirei. Eis aqui o seu servo, Senhor. Seu destino é permanecer sempre com o Senhor. Não podemos voltar atrás. É com a Eucaristia recebida, dia após dia, e assimilada que receberemos as feições de Jesus. Quando ele vier, nós seremos atraídos para encontrarmo-nos com o Senhor.

Responda, no seu coração, a quem você quer servir?

Sandra Zoehler, G.O.J. Água Viva

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s