"Fica conosco para que a tristeza não volte a reinar, a escuridão e a incerteza não nos domine."

Eu fui pregar a Palavra de Deus em um grupo de oração, e a citação bíblica utilizada foi Lucas 24,13-35: Discípulos de Emaús!

Perdas, decepções, sonhos destruídos, um caminho de dor e sem sentido… alguns dos sentimentos que por vezes nos tomam e insistem a ditar a nossa vida. No caminho de Jerusalém à Emaús, os dois discípulos retomam o caminho da vida antiga, ou talvez pior que a antiga. Afnal de contas eles acreditaram que Jesus poderia ser tudo aquilo que eles sempre sonharam, mas… Jesus morreu, e com Ele morreram os sonhos e as esperanças… A desconfiança e a frieza de coração são companheiras dessa estrada. A dor existencial e a tristeza dominam cada passo da dolorosa caminhada da vida.

Voltar à Emaús. Para eles, é voltar de mãos vazias. Quantas vezes e de diversos modos isso acontece ou aconteceu em nossa vida? Acreditávamos, esperávamos, sonhávamos, mas, tudo acabou. Só sobrou a dor de não ter conseguido ser feliz naquilo que esperávamos. Aliás, isso é importante… A queixa dos discípulos revela o verdadeiro desejo que eles nutriam em relação a Jesus: “… Nós esperávamos que fosse ele quem redimiria Israel…” Vejam, eles tinham uma aspiração bem clara sobre a pessoa de Jesus: Jesus, o libertador político de Israel! Mas era esse o plano de Jesus? Era esse o plano de Jesus, inclusive para eles? Projetamos a nossa vida, nossos sonhos, nossas metas. Colocamos nossa esperança em pessoas, cargos, coisas, acontecimentos, e então…decepção, tristeza e perdas!

Jesus se junta a eles. Quer ouvir o motivo de tanta tristeza. O motivo da tristeza é que eles tinham um sonho centrado neles e não na verdadeira proposta de Jesus. Essa é a causa da tristeza humana! Aliás, essa é a causa do pecado! Fazer um plano que seja nosso, sem Deus. Ou, podemos até colocar Deus neste plano, mas não como princípio, meio e fim, e sim como alguém que precisa se “encaixar” no que eu penso e no que eu quero. Toda vez que o homem se coloca como centro de sua própria vida, ele se descentraliza, perde o foco, sai do eixo, fica pra escanteio! Tristeza!

Após ouví-los, Jesus se coloca a falar. É duro com eles, mas de uma dureza libertadora. Uma exortação capaz de mexer com o estado lastimável que eles se encotravam naquele caminho. Praticamente um choque! É a hora em que o coração começa a se abrasar! Jesus explica as Escrituras, de forma que a vida deles a partir da Palavra de Deus encontre o seu verdadeiro SENTIDO. A vida deles tinha perdido o sentido, por que o foco eram eles mesmos. Jesus, o verdadeiro sentido da nossa vida, faz de novo o coração deles sonharem. Explica as Escrituras a partir Dele, por que Ele é o motivo das Escrituras, por que Ele é a Palavra Única e Definitiva do Pai. A Palavra da Vida! A Palavra que abrasa os corações!

A chegada em Emaús tem um tom de drama. Jesus faz que vai continuar a sua caminhada. Mas será que eles o vão deixar partir? A caminhada que era pesada e triste havia se tornado empolgante e expectante, perceberam que as palvras daquele “forasteiro” aquecia os seus corações, isto é, a mudança estava acontecendo… Então surge o sublime convite: “Fica conosco, já é tarde, e o dia declina.” Fica conosco para que a tristeza não volte a reinar, a escuridão e a incerteza não nos domine. Fica conosco por que a noite vem chegando e o medo nos assombra! Fica conosco, por que o calor de tuas palavras abrasaram o nosso coração. Fica conosco! ENTRA NA MINHA CASA, VENHA VER ONDE EU VIVO!

Jesus entra! Nossa casa é o reflexo da nossa intimidade. Jesus entra. Aliás, Ele almeja entrar em nossa intimidade: “Eis que estou a porta e bato. Se você abrir, eu entrarei. E ceiaremos juntos, eu contigo e você comigo”. É precisamente isso que aconteceu! Eles olham para Jesus, Jesus olha para eles, há amor, há ternura, há calor, há amizade, há pão, então, há céu! A comunidade acontece no partir do pão. As escamas do egoísmo, da dor, das perdas, caem. Agora podem Vê-lo com total clareza! Ressurreição! Jesus desaparece aos olhos humanos, mas fica claro à luz da consciência e da fé.

A noite? Que noite? O caminho? Quem se importa com a distância! Perigo? Pra quem? Jesus está vivo, Ele ressuscitou, nós vimos e o reconhecemos ao partir do pão! Que coragem, que alegria, que estupefação! Que diferença na disposição desses dois amigos de Emaús?!

Sei que Jesus está aqui e agora, abrasando nossos corações. Peçamos também nós: Fica conosco Senhor! Entra na minha casa, venha ver onde eu vivo! Jesus ressuscitou, Aleleuia! Verdadeiramente Ressuscitou, Aleluia! (Ricardinho Nascimento. http://ricardinhonascimento.blogspot.com/)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s