Minha história é simples, canção bela sem muitos floreios!
Quem me conhece sabe quem sou, mas só O Criador vai além do conhecer. Ele não só me conhece; Ele é meu amigo e caminha comigo!
De conhecidos a vida está cheia! Por isso buscamos o amor dos que deixam traços de saudades nas coisas mais simples da vida, e estes nós chamamos de amigos.
Mesmo se Deus não pudesse experimentar viver comigo minha história por falta de tempo, me amaria sem querer querendo ( risos ) Porque Ele é feito de amor. E amor é o seu nome verdadeiro!
Às vezes penso que Deus amou tanto até explodir e os pedaços estão por ai. E um deles é você e também eu!
Vejo traços deste amor em minha mãe,  mulher que sempre morreu para si mesma para me ver sorrir. Atenta para tudo, até pra o vento que me assustava quando pequeno, sempre me amparou em seu colo com canções doces e uma coberta azul do Popeye que ainda guardo até hoje em meu guarda roupas. Sobretudo guardo as lembranças deste tempo em minha memória e acabo muitas vezes voltando ao colo materno de mamãe nas orações e em seus cantos que me devolvem.
Meu pai é Mateus, mas devia se chamar José, o melhor carpinteiro que já conheci! Deus o ensinou a construir para que nunca faltasse o simples, e ele entendeu que isso bastava e também me faz entender!
Hoje papai, tem os olhos nas mãos, e nunca desistiu mesmo quando lhe faltou o que herdamos por natureza.
Meus irmãos são coragem. Meus amigos perdão, porque se decepcionam comigo e mesmo assim continuam me amando!
Antes eu só soletrava o nome amor, agora sei seu sobrenome, o tão  puro perdão. Descobri concretamente no Evangelho, que só ama muito à quem muito foi perdoado e soube perdoar!
Mesmo quando fui como o filho pródigo, ou a pessoa sem nome que lavou os pés de Jesus com lágrimas e perfume, experimentei diante do mestre a misericórdia, porque Ele não nos análisa por apenas um momento de ascidentes que colocamos um dia na pauta da vida, mas Ele nos olha pelo trecho da vida que cantamos agora e pela luta que travamos para não desafinar.
Resumo as linhas de hoje assim: Pedoar é amar. Que a família é o lugar da festa e do perdão e que a vida precisa de todos os acordes, inclusive dos menores.
Obrigado a você que já faz parte das páginas da minha vida! Inclusive à você que está entrando em minha história agora!
Que através dos traços de Jesus possamos juntos ser exemplos vivos da misericórdia e do perdão.
Um grande abraço!
Marcio Cruz
Márcio Cruz - Cantor Católico - Ctba/PR

Márcio Cruz - Cantor Católico - Ctba/PR

Minha história é simples, canção bela sem muitos floreios!

Quem me conhece sabe quem sou, mas só O Criador vai além do conhecer. Ele não só me conhece; Ele é meu amigo e caminha comigo!

De conhecidos a vida está cheia! Por isso buscamos o amor dos que deixam traços de saudades nas coisas mais simples da vida, e estes nós chamamos de amigos.

Mesmo se Deus não pudesse experimentar viver comigo minha história por falta de tempo, me amaria sem querer querendo ( risos ) Porque Ele é feito de amor. E amor é o seu nome verdadeiro!

Às vezes penso que Deus amou tanto até explodir e os pedaços estão por ai. E um deles é você e também eu!

Vejo traços deste amor em minha mãe,  mulher que sempre morreu para si mesma para me ver sorrir. Atenta para tudo, até pra o vento que me assustava quando pequeno, sempre me amparou em seu colo com canções doces e uma coberta azul do Popeye que ainda guardo até hoje em meu guarda roupas. Sobretudo guardo as lembranças deste tempo em minha memória e acabo muitas vezes voltando ao colo materno de mamãe nas orações e em seus cantos que me devolvem.

Meu pai é Mateus, mas devia se chamar José, o melhor carpinteiro que já conheci! Deus o ensinou a construir para que nunca faltasse o simples, e ele entendeu que isso bastava e também me faz entender!

Hoje papai, tem os olhos nas mãos, e nunca desistiu mesmo quando lhe faltou o que herdamos por natureza.

Meus irmãos são coragem. Meus amigos perdão, porque se decepcionam comigo e mesmo assim continuam me amando!

Antes eu só soletrava o nome amor, agora sei seu sobrenome, o tão  puro perdão. Descobri concretamente no Evangelho, que só ama muito à quem muito foi perdoado e soube perdoar!

Mesmo quando fui como o filho pródigo, ou a pessoa sem nome que lavou os pés de Jesus com lágrimas e perfume, experimentei diante do mestre a misericórdia, porque Ele não nos análisa por apenas um momento de ascidentes que colocamos um dia na pauta da vida, mas Ele nos olha pelo trecho da vida que cantamos agora e pela luta que travamos para não desafinar.

Resumo as linhas de hoje assim: Pedoar é amar. Que a família é o lugar da festa e do perdão e que a vida precisa de todos os acordes, inclusive dos menores.

Obrigado a você que já faz parte das páginas da minha vida! Inclusive à você que está entrando em minha história agora!

Que através dos traços de Jesus possamos juntos ser exemplos vivos da misericórdia e do perdão.

Um grande abraço!

Marcio Cruz

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s