lagrima

O amor já foi exposto de diversas formas aqui, as palavras já escritas neste blog nos levaram a ver o amor com um olhar diferente. Te convido a olhar para o que este sentimento realiza em você.
Quantas vezes já ouvimos essa frase “amar dói”, muitos ao ouvir ou ler questionam, discordam, insistem em dizer que isso não é verdade. Amar exige de nós renúncias, nos põe desafios, nos leva a algo diferente do que costumamos ver.
Aqui não me refiro a apenas uma forma de amar, me refiro aos namorados, noivos, casados, irmãos, amigos, familiares, enfim todas as formas, porque amar envolve todo nosso ser, somos constituídos de amor e por amor, amar faz parte de nossa essência, por este motivo quem decide não amar sofre mais do que se optasse por viver este sentimento.
Mas afinal que dor é essa?
A dor de amar esta ligada a dor de descascar, de deixar que se rompam barreiras, derrubar as muralhas, de nascer de novo. É um processo pelo qual passamos constantemente, o de renascer. É uma decisão como tantas outras que temos que tomar diariamente, aceitar as dificuldades e saber olhar para elas é difícil, é doloroso, porque o que há em nosso coração guardamos como o tesouro mais precioso, no momento que outro se aproxima deste tesouro tendemos a afastá-lo para que não o roube de nós.
A dor de amar é exatamente essa, a dor de ser roubado. Permitir que o outro acesse nosso tesouro é difícil, porque o medo de perder o belo nos faz preferir estar fechado e escondê-lo.
Quando nos abrimos a amar ficamos mais sensíveis, o que antes parecia não atingir agora exerce uma grande força contra nós, por isso dói. No namoro sentimos mais forte isso, é quando estamos começando a nos abrir, é quando o coração começa este processo de descascar. No namoro você está dividindo seu tesouro e ao mesmo tempo recebendo do tesouro do outro. É doloroso abrir mão de coisas que amamos para que o tesouro do outro possa encontrar espaço em nós, é doloroso renunciar a si mesmo e vontades em alguns momentos, observe, alguns momentos, porque amar não é apenas sofrer não, da mesma forma que você abre mão o outro também assim o faz.
Precisamos aprender a olhar com a lente do outro, só assim seremos capazes de entender a dor do outro e a nossa, tente olhar-se com a lente do outro e procure compreender o que há em você, quais são as áreas do teu coração que precisam se abrir, onde o amor precisa te alcançar.
Não tenha medo de sofrer, não tenha medo de descascar, não tenha medo de renascer, não tenha medo de amar, somente quando nos deixamos alcançar pelo amor é que descobrimos quem somos. Encarar de frente as dificuldades é que nos faz vencedores, é quando vemos as batalhas como elas são que encontramos forças para vencê-las, desta forma lute pelo amor, saiba sofrer, mas muito mais saiba amar de forma sadia. Só quem não teme a dor é livre para o amor.

Roseana Tenutti
roseanatenutti@hotmail.com

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s