ursinhos

Porque será que entre idas e vindas nos pegamos pensando no amor?! Talvez você acredite que não, por não denominá-lo desta forma, mas pare pra pensar, quantas vezes no dia você lembra e pensa naquelas pessoas que lhe são importantes? Pensar em quem se ama, é pensar no amor.
Hoje me pego novamente pensando e tentando dar significados e explicações ao amor. Inocência minha, delírios da minha alma, sim eu sei.
Amor, amar… Podemos ler inúmeros poetas e ter definições diferentes para tudo isso. E é incrível, todas as definições se encaixam em diferentes corações. Quem disse que o amor precisa ser igual para todos? Talvez por não compreender isso, muitos soframos mais que o necessário com o amor. É, porque sofrer por amor é importante também, amar dói, esta é a maior certeza que adquiri com o passar dos dias e dos amores. Quantas vezes o amor doeu tanto a ponto de arrancar lágrimas, pedaços de nós, queimou, ardeu, mas o que a gente mais queria era amar, ser amado. Recordo-me das vezes que amei e que parecia sentir raiva por amar tanto mesmo dolorida, mas sabia que no fundo, eu queria mesmo era o amor. Compreendi que se eu quiser entrar nessa lógica (ilógica) dos amores que eu amo posso ficar louca, ou ao menos ser considerada louca, como por vezes já fui. Afinal, quem até hoje conseguiu explicar a entrega de um homem na cruz por milhões de pessoas que o zombavam e riam dEle?! Amores que não se explicam minha gente! O que carregamos dentro do coração também não precisa de explicação.
O amor é o sentimento mais nobre, saber amar é o específico da nossa condição. É esse o sentimento que Deus resolveu esquecer no mundo pelo mistério da encarnação, sentimento que Ele colocou dentro de nós. Amar é atribuir sentido as coisas, é dar significando, é significar na vida de alguém. É recolher, tornar especial. Porque amar é isso, é você retirar de um lugar comum, e colocar num lugar sagrado… É olhar nos olhos e dizer como o filósofo: “Tu não morrerás”. Sim, porque tudo aquilo que amo, eu retiro da insignificância e dou sentido, dou valor, torno eterno. Olhemos pra a casa do nosso coração; A gente observa quantas coisas antigas nós guardamos ali, pois a tudo que amamos nós damos a chance de ser eternizado, de jamais ser esquecido. E você pode experimentar isso. Todas as vezes que faz uma limpeza no seu coração, tudo aquilo que amou você permite que permaneça, porque amar é isso…
Talvez o amor não tenha um único sentido, ou possa ser interpretado de forma diferente para cada um, justamente porque a graça do amor está em atribuir significados. Quanto tempo a gente demora em construir um significado, um gesto?! Na nossa experiência de amar, é delicioso gastar nosso tempo amando alguém, tempo que dedicamos para este amor, por isso que amar gasta tempo… Tempo de observar, cuidar, zelar, reconhecer. O amor tem a capacidade de tirar da multidão e dar preferência, tornar especial, dar sentido.
Hoje eu também gastei tempo com o amor, tentando interpretá-lo para perceber que só é amor realmente, se vivido. Foi procurando definir o amor que descobri que amor não se define, não se visualiza. Porque como alguém já disse um dia: O amor é como o vento, não posso ver, só posso sentir.

 

 

Dayane Filakoski dos Santos
dfilakoski@gmail.com

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s