1gravida

Condução: Ediluesa
Pregador: Henrique

O pregador inicia contando sua experiência ao passar pela igreja no momento que estava sendo realizada a primeira Eucaristia, onde pode perceber o zelo que Deus tem por nós, a beleza do cuidado de Deus a cada dia.
Segundo ele, estamos em tempo de renovação, final do ano, o cansaço vai nos derrubando, esgotando nossas forcas. É  isso que tem acontecido conosco, e este cansaço não é somente físico, é espiritual, encontramos dificuldades na oração e diálogo com Deus.
“Ser Cristão não é fácil!” foi o que o pregador ouviu no início de sua caminhada na igreja, e realmente não é fácil ser da igreja, esta mesma que não começou facilmente, iniciou com a morte na Cruz, ali Jesus fundou nossa igreja. Assim como Jesus, nós devemos caminhar, como guerreiros que não desanimam, como Pedro e Paulo, um morto crucificado e outro decapitado.
Nos enganamos quando pensamos que ao sermos de Cristo e estar na igreja não iremos sofrer. Essa imagem nos leva a decepções, frustrações, desânimos com Deus. Mas mesmo assim a presença de Deus é grande em nossa vida, as bênçãos de Deus são sempre maiores que nossos sofrimentos. Enquanto rezavam para este grupo de oração, as pessoas que ali estavam sentiam como se tivessem presos por âncoras, essa era  a imagem que o Senhor lhes apresentava, que o inimigo coloca âncoras em nossos pés para que presos, não nos entreguemos a vontade de Deus.
O inimigo age em nossos medos e fraquezas, principalmente em nossa casa, em nossos alicerces. Como nós combatemos contra suas atitudes ele nos enfrenta nas pessoas e coisas que amamos. Como podemos estar bem se em nossa casa não esta?
Diante disso, o que nós temos feito perante as dificuldades? Buscamos resolver os problemas dos outros e não conseguimos resolver os nossos, pelo contrário, os alimentamos com murmúrios, reclamações. Isso é alimento do inimigo, portanto, precisamos orar mais, tirarmos tempo para a oração, pois, quanto mais atacados formos, mais temos que nos levantar com mais força ainda.
O Senhor nos exorta a sermos apóstolos da efusão do Espírito Santo, e nos fala para termos pressa, precisamos para de sermos infantis, precisamos assumir nosso posto de evangelizadores. Quantas pessoas precisam de nós?
O inimigo tem semeado dores, depressões, tem acabado com os sonhos dos jovens, tirando o chão de outros tantos. Tome uma atitude jovem, não desanime, mude suas atitudes se você não se considera digno de falar com Deus. Precisamos deixarmos de ser armas do inimigo.
O pregador usa a palavra de Jeremias 1, 4ss, onde diz que Deus nos conhecia antes mesmo de termos nascido, “Eu te consagrei e te fiz profeta das nações” é o que o Senhor nos diz. Nascemos para ser profetas do Altíssimo. Se o Senhor nos escolheu porque insistir em fazer de conta que não ouvimos?
Não somos mais criança, o Senhor nos gera na fé, toca nossos lábios para que cumpramos a missão de evangelizadores. O Senhor nos exorta a largarmos a âncora e nos entregarmos a Ele.
Pare de murmurar, de ser criança, pare de dar espaço as coisas do inimigo, renuncie os desânimos, os pensamentos de desistência. Ainda há tempo de vencer, é tempo de renovação, toma tua missão de profeta, esta é tua missão, não fuja dela, se coloque de pé contra suas dificuldades, seja um guerreiro em ordem de batalha, temos que combater com as forças do alto.
A paz de Jesus e o amor de Maria!

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s