Hoje muito tempo depois de sair de casa, depois de várias aventuras e muitas desventuras, me veio um desejo de escrever a vocês, minha família.
 É tanta a saudade que sinto meu coração sangrar. Tive tanto medo, sim eu que sai tão cheia de coragem tive medo, tenho medo, ele me afronta, foram tantos os momentos de dor, de sofrimento e solidão.
 Mas saibam que esses momentos foram que me fizeram ver que eu sozinha nada posso e nada sou. E se não tivesse chegado ao fundo do poço, ao chiqueiro dos porcos, não teria enxergado e sentido o amor misericordioso de Deus Pai, porque meu orgulho me cegava, só cheguei ao coração do Pai após me humilhar e me deixar ser amada.
 Foram tantas as tribulações que me fizeram dar valor a vocês. Agora sei o quanto me valem e quanto foi importante pra mim todos os valores que aprendi com vocês, meus pais.
 Agora também lhes dou razão, o mundo fora da casa dos pais “é o bicho”, ou seja, quando eu estava ai “debaixo de suas asas”, bem protegida, bem cuidada e amada, o mundão não me assustava, pelo contrário, me seduzia, me iludia.
 Foi depois que peguei minha mochila juntei meus trapos e coloquei o pé na estrada, foi ai que a venda caiu, minha nossa quanto medo tive, a adrenalina fluía em meu corpo e me instigava a continua e não olhar para trás.
 Senti o peso de me sustentar, me proteger, cheguei a me desesperar. Passei por lugares estranhos, por casas que não eram a minha, famílias que não eram a minha, que me rejeitavam pessoas que me odiavam sem eu entender o porquê sem ter um por que.
 Fui enganada e por mais de uma vez dei lhes razão, muitas pessoas são más, o mundo as fizeram más. Conheci pessoas boas sim, pessoas iluminadas, mas foram poucas, e eu as guardo em meu coração e em minhas orações.
 Trabalhar, estudar, conta pra pagar, coisas para comprar, o peso da maturidade, da independência, um sonho virando pesadelo.
 Já sei que você mamãe é e sempre foi minha melhor amiga e que você papai é meu herói, Gica minha irmã você é uma benção de Deus em nossas vidas, quantas brigas tivemos, quantas batalhas nós enfrentamos juntos e quantas ainda vamos enfrentar…
 … Sei que podia ter ligado pra vocês, mandado uma mensagem, mas escrever sempre me fez muito bem e é tão gostoso receber uma carta.
 Sabe dei umas aulas de catequese no lugar de um amigo, foi ótimo, lembrei de quando ia com mãe pra escola, lembra mãe. Fui até jogar bola com a molecada aqui do bairro e lembrei pai, de uma vez que fui contigo num jogo, eu criança, bobinha, fiquei perto da trave, queria ver meu pai fazer um gol acabei levando uma bolada na cara, lembra pai.
 Nunca disse isso, mas durante minha infância e adolescência tive momentos tristes, ruins, foram muitas dificuldades, mas esses momentos não me ferem mais, porque também tive momentos alegres, nos quais vocês ali estavam e estes me são muito mais importantes.
 È por tudo isso que digo que não pertenço ao mundo, que eu sou de Deus e graças a Ele não tenho mais medo e nem vergonha de reconhecer que errei que me precipitei e o melhor de tudo que LOGO ESTAREI NOVAMENTE EM CASA.
Amo vocês, até breve.

 

Graciele Aparecida Colussi.

 

 

 

faltando apenas cinco dias para o Congresso!!!!!!!! Vamo lá galeraa!!!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s