Mesmo na tempestade, mesmo que se agite o mar, Te louvo, Te louvo em verdade,
pois somente tenho a Ti, Tu és a minha herança, Te louvo, Te louvo em verdade…
Essa música nos leva a pensar nas dificuldades diárias, nas tempestades que passamos em nossa vida, tempestades que as vezes parecem furacões, que levam todo nosso vigor,
levam toda nossa energia e vontade de lutar, nos deixando apenas um sentimento, preciso de algo… estou vazio…
É nesse buraco que o mundo nos causa, que encontramos mais forte e real a presença de Jesus, é, portanto, aí que nos encontramos com o que de mais completo há, “depois da tempestade vem a bonança” é nesse sentido que posso dizer que depois das,  muitas vezes, catástrofes que ocorrem com nossa vida, encontramos a bonança da graça de Deus, motivo este que nos dá razão para continuar, seguir em frente…
“Pois somente tenho a ti…” é exatamente essa a nossa condição. Condição de dependentes de Deus, totalmente dependentes, e como é difícil dizer isso, assumir que somos dependentes diante de uma realidade que nos incute a cada dia que somos livres e independentes… Somos livres? Como se pode dizer isso diante de tantas legislações que nos proíbem tanta coisa onde se quer podemos falar o que pensamos, pois corre-se o risco de ser processado, onde sequer podemos falar de Jesus em determinados ambientes, usar uma medalhinha, roupas com escritas católicas, pois estaremos desrespeitando a crença do outro??? É irmãos essa é nossa triste realidade, somos livres dentro do que a lei dos homens permite. Diante de Deus é onde encontramos a verdadeira liberdade, e por isso podemos escolher ser dependentes, escolhemos alguém pra cuidar de nós, Deus, dentre tantas belezas da lei divina, somos livres realmente.
É diante disso, diante desse movimentar de ventos que temos que agradecer a Deus, louvá-lo por isso, sejamos realistas, se tudo fosse sempre bem por acaso buscaríamos a Deus? Deus é tão misericordioso que nos permite as dificuldades para estarmos juntinhos dEle, ai você pode me dizer mas é tão difícil agradecer quando nos encontramos vazios, faltam palavras, faltam sentimentos…
Deus não busca apenas as tuas palavras mais bonitas, Ele busca o teu coração, e quando este esta vazio você pode apenas se colocar diante dEle e dizer: “estou aqui!” o silêncio do teu coração ali diante do Deus da tua vida é um gesto de louvor, de reconhecimento de necessidade… Esse gesto sincero vale muito mais que inúmeras palavras ditas sem sentimento muitas vezes.
Mas afinal o que quero deixar com tudo isso? Quero dizer que um simples Oi Jesus diário pode transformar o vazio do teu coração em um rio de amor, quero dizer que devemos ser gratos e louvar pelos desafios e tempestades, a prova disso está relatada na passagem do livro de Daniel, dos jovens na fornalha, e como estamos nós senão como aqueles jovens lançados na fornalha deste mundo? Eles louvavam e nós? Vamos também louvar e ser gratos a Deus.

Roseana Tenutti, G O J Água Viva

Anúncios

One response »

  1. Flavio Dias diz:

    Lendo este texto, lembrei-me de um filme chamado “As cinco pessoas que você encontra no Céu”.
    As tempestades que aparecem na vida, em geral, possuem dois objetivos, podendo ser um aviso que o caminho seguido não está correto, sendo um puxão de orelha para evitar mais complicações, ou então uma prova necessária para compreendermos algo em nossa vida que ainda não entendemos.
    Neste filme que mencionei, o personagem passa por uma vida em que considerava-se inútil, um fracasso. Porém, a vida que levava tinha uma causa, mostrada no fim do filme, e o seu trabalho, ao contrário do que pensava, era um dos mais lindos, porque evitava a morte de outras pessoas.
    Quando pensamos que sabemos muito é porque restringimos a visão a quase nada, conseguindo ver apenas o que está a frente e nada do que está ao redor.
    Se olharmos para as pessoas que marcaram o Cristianismo, veremos as marcas da luta, corragem, amor. Foram acusados pelo que não fizeram e muitas vezes até expulsos por alguns dirigentes da igreja. Mas uma coisa os mantinham no caminho, eles sabia por que lutavam, conheciam a si mesmos e o caminho que iriam pisar.
    Podemos ter duas decisões importantes na vida, uma delas é lutar pela reforma de um mundo melhor, começando pelo interior de si e a outra é dizer que não está bom e não fazer nada para mudar.
    Só uma poderá melhorar nossas vidas.
    A escolha é feita a cada dia e mesmo que existam leis que nos proibem de muitas coisas, não há nenhuma que nos impeça de amar e ser a cada dia melhores.
    O mundo precisa mais de atitudes do que palavras.
    Pensemos nisso e façamos nossa escolha!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s