Sempre é propício falarmos um pouco do amor e de suas desventuras…
O amor é uma coisa muito engraçada. Geralmente nos encontra nas circunstâncias mais incomuns e nos momentos mais improváveis. Quando menos se espera, o amor aparece em nossa frente, e nós que nos achávamos maduros para amar, nos vemos como uma criança que ganha um brinquedo novo e, deslumbrada, não sabe como agir. Raramente encontramos o amor como havíamos sonhado. Às vezes ele é mais alto, mais baixo, mais quieto, mais inteligente… Mas no fim descobrimos que ele é sim, da maneira certa, da forma exata para nos completar, para somar e acrescentar qualidades em nossa vida.
Ah, e como é bom nos sentirmos amados!
Sentir-se amado é a principal necessidade do ser humano. O amor verdadeiro nos permite mostrar toda nossa verdade, nossas qualidades e defeitos, e nos ama do mesmo modo. O amor verdadeiro nos impulsiona a sermos melhores. E assim, quando recebemos esse amor sem medidas somos encorajados a amar da mesma forma, a buscar todas as alternativas e maneiras de fazer o outro feliz. Sim! Um relacionamento só se mantém firme e verdadeiro quando nosso principal objetivo for fazer o outro feliz. Atitudes e sentimento egoístas só destroem e afastam amores feitos para dar certo.
O psicólogo Gary Chapman afirma que ao nascermos somos como um “tanque emocional” pronto para ser preenchido por amor. Nossa busca por essa saciedade passa de nossos pais para nossos relacionamentos, primeiro com os amigos e posteriormente com o namorado, noivo ou cônjuge. E nesse desejo de sermos amados, de encontrarmos alguém que nos ame da maneira como somos, acabamos nos aproximando de pessoas que, ao contrário do que tentam representar, não nos amam, não nos compreendem, não torcem pela nossa felicidade e pelo nosso crescimento.
É preciso acreditar no amor. Confiar que um dia ele vai florescer no jardim de nossa existência para tornar nossos dias mais coloridos, nossos sonhos mais reais e acrescentar adjetivos a nosso viver.
Em Eclesiastes 3,1 está escrito: “Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus”. Devemos acreditar e confiar nessa promessa que Deus nos faz. Crer que o nosso José, a nossa Maria, está sendo moldado e preparado e logo será entregue a nós embalado, por Deus, para presente. Ame! Confie! Espere! Seja feliz!

Elizangela Catani

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s